Home As mais lidas
Imprimir E-mail
Escrito por Schiavon   
Ter, 13 de Setembro de 2005 21:48

Quando lancei o site, em outubro de 2004, escrevi algumas linhas de boas-vindas que intitulei Um sonho nada modesto!, falando sobre o início do Albatroz. Minha intenção era mostrar que pretendíamos contar cabalmente a história do clube, porém, não me dei conta de que não enfocava corretamente aquele início. Quem me alertou disso foi ninguém menos do que Luiz Olyntho Teixeira Schirmer, o Schirmer, a quem agradeço pela oportuna intervenção.

Arquivo do Schirmer Nós, os Albatrozes, somos realmente afortunados, pois, depois de trinta e sete anos de clube ainda podemos contar com a palavra amiga e experiente dos que iniciaram a nossa história. O Schirmer continua ativo e saltando. Eu fui "lançado" por ele no dia 19 de novembro de 1967, e me emocionei na semana passada ouvindo-o contar, com entusiasmo de garoto, que havia acompanhado o salto que estabeleceu o novo "Recorde Brasileiro e Sul Americano de Maior Formação em Queda Livre", no dia 31 de julho de 2.005, em Florianópolis. O Velho Albatroz está hoje com mais de 3200 saltos, dos quais oito nos últimos sessenta dias.

Leia a transcrição do e-mail que recebi do Schirmer:

De "Luiz Schirmer"
Assunto Visitante do Site
Data Sab, Setembro 10, 2005 14:43
Para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Um forte e saudoso abraço a todos, novos e veteranos como eu.

Sem nenhuma queixa ou mágoa, mas apenas por uma questão de manter a verdadeira historia de tão maravilhoso clube, deixo registrado que em 1967, Solon e eu com muito esforço trabalho e dedicação formamos a primeira turma de paraquedistas do Paraná e propiciamos a criação do Albatroz. Lembro-me bem de todos os momentos, inclusive de um lindo salto que relizei, usando um paraquedas redondo modelo TU, no Centro Cívico, em frente à janela do então governador do Paraná, Sr. Paulo Pimentel, que recebeu-me e ouviu minha reivindicação por verbas para o novo esporte, ordenando ao secretário de esportes que desse apoio e verbas para o paraquedismo. Tenho até hoje a fotografia tirada ao lado do governador, dentro do palácio.

Viajei do Rio de Janeiro à Curitiba oito finais de Semana para completar as intruções aos alunos. Doei ao Clube os Primeiros dez paraquedas. Eram dez T-10 que comprei da Tropa paraquedista do Exército.

Não quero glórias, apenas o direito de sentir muito orgulho por ter, junto com Solon, plantado uma semente que cresceu forte e vive até hoje altaneira.

Comentários

avatar Casimiro
+3
 
 
Valeu Schirmer.....e....desculpas lá pelos 40 anos dos Albatrozes esquecermos de salientar-mos os seus prestes.....porém muito obrigado pelo carinho que você sempre nos deu e podes crer que não faltará oportunidades.......e muitos saltôes para frente.....
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar o comentário
Cancelar
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar o comentário