Home As mais lidas
Desfile de modas "aerofeminino" Imprimir E-mail
Escrito por Administrador   
Dom, 09 de Janeiro de 2005 07:45

A Esquadrilha da Fumaça é, sem dúvida, um grande sucesso em cada apresentação. Mas esta deve ter sido muito especial, pois o reporter parece que, como diria a nossa querida Rosemari, "ficou embevecido" com as peripécias dos rapazes. Tanto que, para ele, "o primeiro desfile de modas aerofeminino do mundo" foi apenas "o 2° número que despertou entusiasmo". Talvez ele fosse ela, aí então fica mais fácil de entender.

Pois é, já nos idos 70s as meninas do Albatroz eram de botar inveja em "top model".

Arquivo do Ling

No Bacacheri a festa da Esquadrilha da Fumaça

Ling A "Esquadrilha da Fumaça" foi o maior espetáculo dentro de todo o "show" aéreo do último domingo, no campo do Bacacheri.

Operando com T-6 antigos, ainda da última guerra, os pilotos extasiaram a massa calculada em 30 mil pessoas, que visitou o Aeroclube do Paraná no domingo. Vôos rasantes, acrobacias e "loopings" emocionaram a grandes e pequenos, e cada número novo apresentado pela equipe de aeronautas era uma superação do anterior. Um dos quadros que despertou maior atenção, foi o de duas aeronaves conduzidas em paralelo na vertical, que em um determinado ponto divergiam suas rotas em direções diametralmente opostas, mergulhavam em direção ao solo, e convergiam rasantes, voltando a subir unidas até o alto, formando um "oito" perfeito.

ACROBACIAS
Enquanto quatro dos T-6 realizavam acrobacias coordenadamente, realizando vôos e mergulhos sincronizados e simétricos, um outro aparelho também integrante da "Esquadrilha da Fumaça" praticava piruetas sozinho.

Às vezes caia vertiginosamente em folha-seca,como se tivesse sido atingido, deixando todos os expectadores que lotavam o campo do Bacacheri em suspense. Pouco antes de chegar ao solo - 100 ou 50 metros apenas - a aeronave recuperava e passava rasante, inclinando o capim com o deslocamento do ar, e arrancando aplausos de todos. Todo o trajeto dos aparelhos componentes da "Esquadrilha da Fumaça" deixavam densa nuvem de fumaça em seu trajeto, proporcio9nando espetáculo visual de grande efeito.

PÁRA-QUEDAS
O 2º número que despertou grande entusiasmo da massa que compareceu ao campo do Aeroclube do Paraná, promotor do espetáculo, foi o dos pára-quedistas.

Um número inédito chamou a atenção de todos, logo no início da tarde: o primeiro desfile de modas aerofeminino do mundo, com participação das pára-quedistas da Equipe Albatroz. O desfile teve brilho especial com a presença da campeã brasileira de pára-quedismo, a paranaense Rosemari dos Santos, que é uma das calouras da Escola de Educação Física e Desportos de 1972. Em seguida, houve salto coletivo de dezensa de pára-quedistas da equipe "boinas azuis" da Escola de Especialistas da Aeronáutica de Guaratinguetá, que deram um show a parte demonstrando a destreza militar das operações de salto e movimentação em campo.

BÚFALO
Outra parte do "show" correlata à pratica do pára-quedismo, foi a exibição do avião "Búfalo", da Força Aérea Brasileira, especial para transporte de pára-quedistas. Essa aeronave tem capacidade para decolagem e aterrissagem em espaço extremamente reduzido, o que é conveniente para operações especiais de combate.

Entre uma sequencia interminável de espetáculos dos mais variados, os que foram ao campo do Aeroclube do Paraná no domingo passado, puderam assistir: exibição do malabarista aéreo Victor di Carli, que executou acrobacias num trapézio instalado nas rodas de um avião. Victor di Carli também "plantou bananeiras" em cima de um avião e de um planador, sucessivamente; exibição de aviões P-16 de asas retráteis do Primeiro Grupo de Aviação Embarcada da Força Aérea Brasileira; Exposição da equipe do Parasar, de Busca e Salvamento, que demonstraram operações de resgate mediante o uso de helicóptero e de avião SA-16, exibição de autogiro; exibição do avião P-15 "Netuno" da FAB de patrulha e caça submarina; exibição do avião "xavante", jato puro de construção nacional; exibição do avião "Bandeirante" de construção nacional; exibição de aviões T-37, jatos puros, da Academia da Força Aérea Brasileira; exibição dos aviões "Uirapuru", "Regente Elo", "Universal", e Ipanema, de construção nacional; exibição do planador brasileiro "Urupema".

Comentários

Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar o comentário